sexta-feira, 30 de outubro de 2015

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Dia da Biblioteca Escolar


O Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) estabeleceu  dia 26 de outubro como Dia da Biblioteca Escolar em Portugal. Celebrámos este dia com um "Bibliopaper". 
E a equipa vencedora foi ... Ana Carolina e Ana Catarina da turma 7ºD! Parabéns a todos os participantes.






sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Dia Mundial da Alimentação



A Biblioteca Escolar convida à degustação de um menu literário.
Alimentação saudável é que está a dar!

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Outubro - Mês Internacional da Biblioteca Escolar


O tema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) para 2015 é: 
A biblioteca escolar é super! (tradução adotada pela Rede de Bibliotecas Escolares).
O Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares estabelece 26 de outubro como Dia da Biblioteca Escolar em Portugal, para 2015.
É uma oportunidade para as Bibliotecas Escolares demonstrarem a sua importância na vida das crianças e jovens, pelo trabalho que desenvolvem nas áreas da leitura e das literacias, no acesso à cultura e no desenvolvimento da cidadania.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

5 de outubro - Dia Mundial do Professor

SER PROFESSOR

Ser professor é ser artista,
malabarista,
pintor, escultor, doutor,
musicólogo, psicólogo...
É ser mãe, pai, irmã e avó,
é ser palhaço, estilhaço,
É ser ciência, paciência...
É ser informação,
é ser acção.
É ser bússola, é ser farol.
É ser luz, é ser sol.
Incompreendido?... Muito.
Defendido? Nunca.
O seu filho passou?...
Claro, é um génio.
Não passou?
O professor não ensinou.

Ser professor...
É um vício ou vocação?
É outra coisa...
É ter nas mãos o mundo de
AMANHÃ

AMANHÃ
os alunos vão-se...
e ele, o mestre, de mãos vazias,
fica com o coração partido.
Recebe novas turmas,
novos olhinhos ávidos de
Cultura
e ele, o professor,
vai despejando
com toda a ternura,
o saber, a Orientação
nas cabecinhas novas que
amanhã
luzirão no firmamento da
Pátria.
Fica a saudade...
a Amizade.
O pagamento real?
Só na eternidade.

Autor desconhecido