quinta-feira, 31 de março de 2011

ExpoArte na BE

Visita a exposição dos trabalhos dos alunos do 9ºB, criados na disciplina de Educação Visual e inspirados na obra do artista plástico José de Guimarães.

Parabéns aos nossos artistas!

quarta-feira, 30 de março de 2011

terça-feira, 22 de março de 2011

Dia Mundial da Água



A 6 de Maio de 1968, em Estrasburgo, o Conselho da Europa publicou a Carta Europeia da Água, com 12 Princípios Básicos:
I. Não há vida sem água. A água é um bem precioso, indispensável a todas as actividades humanas.
II. Os recursos hídricos não são inesgotáveis. É necessário preservá-los, administrá-los e, se possível, aumentá-los.
III. Alterar a qualidade da água é prejudicar a vida do homem e dos outros seres vivos que dela dependem.
IV. A qualidade da água deve ser mantida em níveis adaptados às utilizações para que está prevista e, em especial, satisfazer as exigências da saúde pública.
V. Quando a água, após ser utilizada, volta ao meio natural, não deve comprometer as utilizações, quer públicas quer privadas, que dela serão feitas posteriormente.
VI. A manutenção de uma cobertura vegetal apropriada, de preferência florestal, é essencial para a conservação dos recursos hídricos.
VII. Os recursos hídricos devem ser objecto de um inventário.
VIII. A eficiente gestão da água deve ser objecto de planos definidos pelas autoridades competentes.
IX. A salvaguarda da água implica um esforço muito grande e crescente de investigação científica, de formação técnica de especialistas e de informação pública.
X. A água é um património comum cujo valor deve ser reconhecido por todos. Cada um tem o dever de a economizar e de a utilizar com cuidado.
XI. A gestão dos recursos hídricos deve inserir-se no âmbito da bacia hidrográfica natural e não no das fronteiras administrativas e políticas.
XII. A água não tem fronteiras. É um bem comum que impõe uma cooperação internacional.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Dia Mundial da Poesia

Celebra-se a 21 de Março o Dia Mundial da Poesia. Foi criado na XXX Conferência Geral da UNESCO em 16 de Novembro de 1999. O propósito deste dia é promover a leitura, escrita, publicação e ensino da poesia através do mundo...

"A poesia é a minha explicação com o universo, a minha convivência com as coisas, a minha participação no real …", Sophia de Mello Breyner Andresen

“A poesia é a beleza e o sentido das coisas e de nós próprios. É uma maneira de olhar o mundo. É uma forma de atenção a tudo. Ela pode estar em toda a parte: nós, às vezes, é que não estamos onde ela está, só porque passamos ou vivemos distraídos.”,  Maria Alberta Menéres

Celebrámos este dia com a árvore da Poesia!
Esta árvore tem folhas com sugestões de escrita poética.
Ao longo do dia, foram muitos os que experimentaram e criaram belos poemas...

Dia Mundial da Floresta

domingo, 20 de março de 2011

Semana da Leitura

Na BE, durante esta semana há um "safari" com leituras multiculturais! Participa!

2011 - Ano Internacional das Florestas

 
 O lançamento de 2011 como o Ano Internacional das Florestas representa uma oportunidade única de envolver o mundo num objectivo comum e global de sensibilização para a importância das florestas na sustentabilidade do planeta. Procura saber mais em: Ano Internacional das Florestas.

Poemas Sol tos

Está já a decorrer o concurso "Poemas Soltos", promovido pelas Bibliotecas Escolares do concelho de Gondomar, juntamente com os professores de Português e com o apoio da Câmara Municipal de Gondomar. A Equipa da Biblioteca apela à participação de todos os alunos do Agrupamento, desde o 1º ciclo aos formandos do curso EFA.
Soltem essas talentosas veias poéticas!

sábado, 19 de março de 2011

Um poema para o "DIA DO PAI"

Ter um Pai! É ter na vida
Uma luz por entre escolhos;
É ter dois olhos no mundo
Que vêem pelos nossos olhos!

Ter um Pai! Um coração
Que apenas amor encerra,
É ver Deus, no mundo vil,
É ter os céus cá na terra!

Ter um Pai! Nunca se perde
Aquela santa afeição,
Sempre a mesma, quer o filho
Seja um santo ou um ladrão;

Talvez maior, sendo infame
O filho que é desprezado
Pelo mundo; pois um Pai
Perdoa ao mais desgraçado!


Ter um Pai! Um santo orgulho
Pró coração que lhe quer
Um orgulho que não cabe
Num coração de mulher!

Embora ele seja imenso
Vogando pelo ideal,
O coração que me deste
Ó Pai bondoso, é leal!

Ter um Pai! Doce poema
Dum sonho bendito e santo
Nestas letras pequeninas,
Astros dum céu todo encanto!

Ter um Pai! Os órfãozinhos
Não conhecem este amor!
Por mo fazer conhecer,
Bendito seja o Senhor!

Florbela Espanca